terça-feira, 5 de junho de 2012

SANTOS SEM DEIXAR DE SER JOVENS




Parte 1

Começo este artigo com o seguinte comentário: “É um erro pensar que santidade é algo para alguns. Santidade é para todos. Nossa primeira vocação é ser santo”. (Livro Santos de Calça jeans, Adriano Gonçalves). Precisamos mudar a imagem do que é ser santo, pois muitas das vezes a santidade é compreendida como algo distante da nossa realidade e para poucos. Muitos continuam com a idéia de “que os santos eram pessoas tímidas, de fala mansa, que de tanto se curvarem ficaram corcundas, que andavam sempre com hábitos, batinas ou véus, que não curtiam a vida e fugiam de todas as coisas do mundo” (Livro Santos de Calça Jeans, Adriano Gonçalves) e ficam se perguntando: Como posso ser santo sem deixar de ser Jovem?
Bom, apesar de muitos acharem não ser possível provarei a você jovem que é sim possível SER SANTO DE CALÇA JEANS. “A santidade, a plenitude da vida cristã, não consiste em cumprir ações extraordinárias, mas em unir-se a Cristo, em viver os seus mistérios, em fazer nossas as suas atitudes, seus pensamentos, seus comportamentos. A medida da santidade é dada pela estatura que Cristo alcança em nós, através da qual, com a força do Espírito Santo, modelamos toda a nossa vida sobre a sua. É o ser conforme a Jesus. Todos somos chamados à santidade: é a medida mesma da vida cristã” (Papa Bento XVI). Sendo assim podemos dizer que ser santo é ter atitudes pautadas em perguntas como: Será que Jesus faria isso? Ou Faria assim? Será que Ele estaria aqui? , ou seja, é deixar se conduzir pelo poder do Espírito Santo, pois é Ele que nos santifica. A Santidade é feita de momentos, oportunidades, do agora. Ao ler este artigo, por exemplo, você está traçando um projeto de santidade, porque poderia estar envolvido em muitas outras coisas, mas está aqui, na página de um blog dedicado a Jesus, confrontando-se com estas palavras e se dedicando um pouco a Deus.
Há muitas pessoas que acreditam que para ser santo precisam deixar de viver, mas a ordem é: “VIVA A VIDA! DESEJE O CÉU! (Livro Santos de Calça jeans, Adrian Gonçalves). Uma das cartas escritas aos jovens pelo Papa João Paulo II, mostra um pouco do perfil do jovem cristão que a igreja tanto busca e necessita para colocar seus dons e virtudes à disposição das coisas do alto:


"Precisamos de Santos sem véu ou batina;
 Precisamos de Santos de calça jeans, tênis e mochila;
 Precisamos de Santos que vão ao cinema, ouvem música e passeiam com os amigos;
 Precisamos de Santos que coloquem Deus em primeiro lugar, mas que se "lascam" (destacam) na faculdade;
 Precisamos de Santos que tenham tempo todo dia para rezar e que saibam namorar na pureza e na castidade, ou que consagrem sua castidade;
 Precisamos de Santos modernos, Santos do Século XXI com uma espiritualidade inserida no nosso tempo;
 Precisamos de Santos comprometidos com os pobres e as necessárias mudanças sociai;
 Precisamos de Santos que vivam no mundo se santifiquem no mundo, que não tenham medo de viver no mundo;
Precisamos de Santos que bebam Coca-Cola e comam hot dog, que usem que sejam internautas, que escutem MP3;
 Precisamos de Santos que amem a Eucaristia e que não tenham vergonha de tomar um refri ou comer uma pizza no final de semana com os amigos;
Precisamos de Santos que gostem de cinema, de teatro, de música, de dança, de esporte;
Precisamos de Santos sociáveis, abertos, normais, amigos, alegres, companheiros; Precisamos de Santos que estejam no mundo; e saibam saborear as coisas puras e boas do mundo, mas que não sejam mundanos."
Papa João Paulo II
Portanto jovens, ser santo é fazer bem todas as coisas, é convidar Jesus para estar em todos os lugares. A Igreja precisa de santos modernos. Santos que estejam na faculdade preparando-se para se formarem e arrumarem um trabalho e que vejam neste a oportunidade de fazerem a diferença na construção de uma sociedade nova, um mundo novo formados por homens novos, santos que estejam nas redes sociais facebook, twitter, msn, blogs e etc. mas sem se perderem nelas, porque possuem dentro de si a vida em Cristo, santos nas academias, malhando o corpo para viverem mais e levarem Jesus para mais pessoas, o mundo precisa de um exército de jovens saudáveis com o desejo de anunciarem o Senhor, santos que saibam viver  a castidade como dom sabendo esperar o que vale  a pena, santos que sintam a necessidade de mudar  a realidade do outro levando- o a se encontrar na presença de Deus, santos que vão ao cinema e estejam no meio da galera, mas que trazem em suas atitudes a santidade,  santos que não sintam vergonha de usarem camisas que demonstrem o que vivem: “Adoro Jesus”, “Vivo por Jesus”, “Jesus é o melhor amigo”, e que sintam prazer e necessidade de lerem a bíblia, rezar o terço e estar na presença de Deus através da Eucaristia, santos que não se conformem com uma mentalidade que tenta tirar Deus da história e declará-lo morto, santos que estejam em todos os lugares, shows, cinemas, teatros e ainda assim saibam permanecer sóbrios diante das ilusões propostas, enfim santos adoradores, anunciadores da Palavra de Deus, guiados pela fé.(Alguns trechos foram retirados do Livro Santos de Calças Jeans, Adriano Gonçalves)
Para terminar, deixo aqui o convite que o Papa João Paulo II fez aos jovens que assim como eu acham possível e querem ser Santos de calças de jeans:
 “Jovens do mundo inteiro, tenham a santa ousadia, de serem os santos do novo milênio". (Papa João Paulo II, Congresso da Juventude Feminina de Schoesntatt, Londrina/PR, 2000).                                                                                                                                                                                                   
Tatiane Silveira do Amaral

          
       

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...